As saias da vida

Sete-saias.jpg

Falha-me a fala
Na surdez da noite
Fria e aguda, a chuva
Derramada
Nas sete saias
Do seu vestido
E aquele que em
Mim ventou soprando

Falha-me a fala
No ruído da véspera
Lânguida e insegura
Estagnada
Nas bocas da maré
Vagueia no Sodré
Mal-olhada, amada
Numa tarde, matiné.

Sofia Geirinhas (Poetisa do pé-descalço)

Imagem retirada da net