Asas

Vladimir-Kush4.jpg

 

Faltam-me asas para poder voar entre as nuvens do teu céu
Falta-me coragem pra viver entre os desgostos, e quem sou eu
Para te perseguir fugindo como um réu
Para te emprestar este ombro meu
Gasto p'las vidas que por ele passaram
P'las horas eternas de sofrimento
Escuto encarecidamente o teu lamento
As histórias que outros contaram
Falta-me a vida fora do tempo
O tic-tac do pensamento
Que entrou em mim
Sem pedir licença
Farta a mesa d'insolência
Navego faltando-me o fim.

Sofia Geirinhas (Poetisa do pé-descalço)

Art by - Vladimir Kush