PROFESSORA, QUE DIALECTO É ESTE?

Resultado de imagem para imagens de dialecto algarvio

 Um dia na mata, estava a comer um seringonho, uma canita ferrou-me uma dentada que me fez um bechoco. Deu-me a ravasca e, à rebendita, dei-lhe uma cachamorrada que ela até andou de rabeleta no rasquilho! Fiquei mesmo marafado.

O que vale é que fui à da minha tia. Estava cheio de fome e comi logo pão só por si. Nessa noite ela fez galinha cerejada e xerém de condelipas para o jantar que comemos em tejalas. Toda a gente queria as raspaduras. Foi um pagode e de colher no tacho só se ouviam as nossas carcachadas. De sobremesa comemos tingerinas e tarrincàmosalcagoitas ou arvelhanas, que é a mesma coisa.

Daí a pouco estava com dor de barriga e lá tive de ir fazer o serviço.

Ficou logo combinado que, no dia seguinte, íamos desburgargrizéus para a sopa e comíamos charrinho alimado e cataplana.

 Saímos para o jardim e como a noite estava escura vimos uma porção de luzincus junto das flores.

Vimos então passar à ula-ula um marraxo - um vizinho de màrrelé mas que gosta de dar à tramela. De vez em quando dava um ginguilhão .Ia a vender aguardente e levava um garrafão de medronho e uma tóneira na mão. A minha avó deu-lhe de vaia e ele respondeu que a noite estava boa porque estava vente de ponente. Eu não gosto dele porque já o vi dar um lembefe no filho. E fiz-lhe uma cruz em cima

Quando cheguei a casa ia feito em laré. Bebi um solvo de leite, deixei a roupa num mazarulho e caí num sono dermente.

De manhã acordei com um grande lavarito. Era a moçanhada toda que ia para a praia torrear nas ondas porque havia levante e o mar estava brabo. Afinal, quando acabei de me vestir, ouvi uma buzaranha e caiu uma esgarroada. Mal escampou saí a correr, mas escorreguei nas escaleiras e fiquei espatarrado no meio do chão e com as calças todas estafajadas e enlocadas. Que grande porqueira!

 Uma moçaquena minha amiga que ia a passar, com um balaio de empreita, riu e disse: És um cu de arroba e ainda por cima vens em corpinho gentil e para caíres dessa maneira deves ser calhandro, mas deixa da mão. Toma lá as consoadas que eu te vinha dar.

 

GLOSSÁRIO

Seringonho – frito de massa, filhó

Canita – cadela

Bechoco – ferida

Ravasca – fúria

À rebendita – de propósito

Cahamorrada – pancada

De rabeleta – a rebolar

Rasquilho – folhas secas do pinheiro

Marafado – irritado

À da – à casa da

Só por si – sem nada, às secas

Cerejada – frita depois de cozida

Xerém de condelipas – papas de milho com conquilhas

Tejalas – tigelas

Raspaduras – parte das papas que fica pegada ao fundo

Pagode - divertimento

Carcachadas – gargalhadas

Tingerinas – tangerinas

Tarrincámos – mastigámos

Alcagoitas, arvelhanas – amendoins

Fazer o serviço – evacuar

Desburgar – tirar a casca

Grizéus – ervilhas

Charrinho – carapau miúdo

Alimado – a que se tira a pele depois de cozido

Luzincus – pirilampos

Ula-ula – à pressa

Marraxo – marítimo, pescador

Màrrelé – mau génio

Dar à tramela – conversar

Guinguilhão - desequilíbrio

Ia a vender aguardente – ia com a camisa fora das calças

Medronho – aguardente de medronho

Tóneira – aparelho de anzóis para pescar lulas

Deu-lhe de vaia – cumprimentou-o

Vente de ponente – vento de oeste ( poente)

Lembefe – bofetada

Feito em laré- desfeito, cansado

Solvo – pequena quantidade

Mazarulho – Toda enrolada

Sono dermente – sono profundo

Lavarito – algazarra, barulho de vozes

Moçanhada – Rapaziada, um grupo de rapazes

Torrear – deslizar

Levante – Vento e Leste

Brabo – agitado, com ondas

Buzaranha – vento forte que aparece de repente

Esgarroada – chuva forte que aparece de repente

Escampou – parou de chover

Escaleiras - escadas

Espatarrado – caído, estatelado

Estafajadas – estragadas

Enlocadas – sujas de lama

Porqueira – porcaria

Moçaquena – menina (moça pequena)

Balaio – alcofa pequena

Empreita – entrançado de palma

Cu de arroba – pessoa gorda, pesada

Corpinho gentil – vestido com pouca roupa

Calhandro – pessoa com as pernas tortas

Deixa da mão – não te apoquentes

Consoadas – amêndoas doces da Páscoa

 

Maria Herculana

Enviado por email