Um filantropo

Um filantropo

 Alguns permanecem na memória dos tempos pelas más razões, outros, pelas boas razões, devido aos actos que praticaram. Era o caso do Engº Valdemar Caldeira. Pessoa simples que andava sempre a pé por Coimbra, herdou uma fortuna mas mas fez sempre uma vida simples ajudando quem precisava, dava explicações (sobretudo de Matemática) sem cobrar um cêntimo, consta que dava grande parte da sua reforma para ajudar quem necessitava. Sempre a pé com a sua barba e cabeleira branca. Permitam-me uma sugestão, quando forem dar o nome de uma nova Rua em Coimbra, que seja Eng Valdemar Caldeira!

Até sempre

 Valdemar-Caldeira.jpg

 Ao Engº Valdemar Caldeira

Partiste, grande amigo!

Apesar de quem não te conhecia, pensar que eras um qualquer tipo andrajoso, deixaste a saudade da tua competência, sabedoria e compaixão! Foste o homem mais "rico" que conheci até hoje!

Apesar de mais novo do que tu, fui e enquanto viver serei teu confidente! Guardarei, só comigo, as conversas que tivemos!

Nunca te direi Adeus!

Luís Constantino