BRIOSA

 

A época para a BRIOSA chegou ao fim. Há por isso que fazer o balanço e assumir responsabilidades. Infelizmente demonstramos que a equipa "não era melhor do que as outras e muito menos que não era muito melhor do que as outras." É verdade que nos jogos fora fizemos um campeonato digno de quem quer subir. Já no Cidade de Coimbra e à semelhança da época passada os resultados foram sofríveis. Demonstramos mais uma vez que tínhamos equipa para jogar fora mas não tínhamos equipa para jogar em casa e fazer do Calhabé a nossa Caixa Forte. E se isto era visível em Janeiro fica por se perceber porque se foram nessa altura buscar jogadores que nada vieram resolver e não se foram buscar jogadores para que fossem verdadeiros reforços. Todos sabemos que o dinheiro não abunda. Mas quando se aposta na subida e se tem um orçamento para atingir esse objectivo, não se podem correr certos riscos e muito menos esperar que a Rainha Santa marque os golos que os nossos avançados são incapazes de marcar. É certo que até somos das equipas com mais golos marcados, mas no Cidade de Coimbra quando era preciso a concretização não aconteceu e fizemos um conjunto de resultados que hipotecaram a subida. Não é o momento de contar espingardas, mas é o momento de perceber o que falhou e de, como na administração de qualquer entidade ou empresa assumir responsabilidades. Uma coisa é certa: o futuro da BRIOSA, essencialmente por razões económicas, só pode passar pela 1ª Liga!

Imagem - To-Gaspar-AAC-OAF.jpg

Manuel Henriques