VERGONHA NA FESTA DO POVO COM O DEDO DA FPF

 

Taça de Portugal, a festa do futebol. Esta é a normal denominação para esta competição, no entanto a Federação Portuguesa de Futebol parece esquecer-se deste fato, e pensa unicamente num grupo restrito de clubes, os chamados 3 grandes. Isto porque Caldas e Académica, decidiram e acordaram, jogar a eliminatória da Taça de Portugal não a 13/14 de Dezembro mas a sim a 30 desse mês, data em que se disputa mais uma ronda da Taça da Liga. Académica e Caldas já não estão nessa competição e para que a eliminatória da Taça não decorra a meio dos respectivos campeonatos e a meio da semana, pediram alteração da data. De forma a que os adeptos possam também usufruir de um jogo a um Sábado e não a uma Quarta-Feira promovendo assim a festa da Taça e consequentemente tendo um estádio bem composto. A FPF LAMENTÁVELMENTE RECUSOU!

 

Como tem sido visível a Taça da Liga não passa de uma “brincadeira” para os chamados grandes, e desta forma jogar a 30 de Dezembro sem os principais jogadores, é uma vantagem que só interessa a Sporting, Benfica e FC Porto. Isto porque assim, os milionários craques podem apanhar um voo privado, e ir descansados passar o Natal aos seus países, porque sabem que a 30 de Dezembro o jogo que vão ter é para eles a feijões.

 

Se em vez de Caldas ou Académica estivessem no pedido os nomes de Sporting, Benfica ou Porto, não há duvidas de que tudo seria diferente e a alteração da data seria algo automático. Este é o grande problema do futebol português, que tal como o país, o que importa é Lisboa e Porto, o resto é paisagem. Desta forma nunca passaremos de um futebol medíocre, sem visibilidade, sem valor, sem nada, porque a única coisa que importa à FPF, Liga, etc, é o bem estar dos 3 “meninos” que estas instituições levam ao colo.

 

GRANDES SOMOS NÓS QUE NOS APAIXONAMOS SEM TITULOS!

Paulo Rodrigues