Infanta Cristina de Espanha visita o marido na prisão

Cristina-de-Espanha.jpg

Imagem: VIP

A infanta Cristina de Espanha está a viver um dos momentos mais difíceis da sua vida, após ter visto o marido condenado a cinco anos e dez meses de prisão efetiva por crimes fiscais. A filha dos reis Juan Carlos e Sofía de Espanha está a viver em Genebra, Suíça, com os quatro filhos, Juan Valentín, de 18 anos, Pablo Nicolás, de 17, Miguel, de 15, e Irene, de 12, e Iñaki Urdangarín cumpre pena em Espanha, o que poderá levar a que as visitas sejam cada vez mais espaçadas.

A primeira aconteceu no passado domingo, 24 de junho, adianta o site do jornal El País. Terá durado 40 minutos e tanto a entrada como a saída da infanta do estabelecimento prisional se fez por portas às quais os jornalistas não têm acesso, de forma a proteger a sua privacidade.

Refira-se o cunhado do rei Felipe VI cumpre pena numa área isolada do estabelecimento prisional. Embora seja uma prisão feminina, dispõe de uma ala onde já estiveram detidos alguns homens por questões de segurança. O site El Confidencial adianta que se trata de um pavilhão especial, com cinco celas, um pátio, um refeitório e uma sala de visitas próprios. O El País acrescenta que existe um acordo interno que impede que sejam divulgadas quaisquer informações acerca do ex-duque de Palma. Ainda assim, a imprensa espanhola adianta que não sua primeira semana detido, Iñaki aproveitou para ler, escrever e praticar exercício físico.

 Desde que o marido foi preso, a infanta Cristina tem tentado manter a sua vida normal com os filhos – esta semana organizou, inclusivamente, uma festa para assinalar o fim do ensino secundário do filho mais velho – mas “está devastada”, garantem fontes próximas, que revelam que esta “nunca pensou que o marido fosse preso, pensou sempre que seria condenado a pagar uma multa e a pena suspensa”.

Resta saber se o casamento, que dura há 21 anos, sobreviverá a esta dura prova.