Perseguição infame

 Fifa19.jpg

 O caso da alegada violação cometida por Cristiano Ronaldo continua a ter fortes repercusões. Depois da Nike dizer estar 'extremamente preocupada' com a situação e da EA Sports ter retirado o rosto do jogador do seu site, segundo o jornal The Sun, também a Jeep, patrocinador da Juventus, se terá afastado do internacional luso.

Segundo o explicado, decorreu esta sexta-feira no centro de treinos do emblema italiano uma sessão fotográfica da Jeep onde figuraram alguns atletas para um clipe promocional. Cristiano Ronaldo, sendo a máxima estrela da equipa, expectavelmente teria de marcar presença...algo que não aconteceu.

Aqui, especula-se, esta poderá ser uma medida protetiva da imagem da marca do clube, do jogador e do carro, uma vez que os donos do clube, a família Agnelli, são também donos Fiat que detém a Jeep.

Relembre-se que o caso remonta a 2009, sendo agora o jogador acusado de ter mantido relações sexuais com uma modelo, Kathryn Mayorga, contra a vontade da própria, num hotel em Las Vegas.

É incrível como tantos anos depois de ter feito sexo pago, uma prostituta, melhor, uma puta, resolve vir desgraçar a vida de um atleta pundonoroso, que, entre outros atributos, gosta de mulheres.

Imagens retiradas da net Record