Este gajo é demais; aliás, é demais mais.

MJP.png

Num dos seus momentos de masturbação mental, o/ a bichano/ bichona, putativo candidato tanto a PM como a PR, escreveu, pelo menos em pensamento, a Vítor Constância, a actual figura da moda nas terras que já foram lusitanas:

“Acho inacreditável que o senhor não se lembre dos 350 milhões que emprestou ao senhor Berardo”

 

Através do Instagram, o socialite decidiu deixar uma mensagem a Vítor Constâncio, depois de ser noticiado que este havia autorizado Joe Berardo a levantar 350 milhões da Caixa Geral de Depósitos para comprar ações no banco rival o BCP, tendo omitido essa informação aos deputados no âmbito da comissão de inquérito – informação que Constâncio negou e disse “não ter memória”.

“Esta mensagem é para Portugal, diretamente para si doutor Vítor Constâncio. Acho inacreditável que o senhor não se lembre dos 350 milhões que emprestou ao senhor [José] Berardo”, começou por referir José Castelo Branco.

 “Acho inacreditável, uma falta de respeito para todos os contribuintes, para todos os portugueses. Não se faz. Por amor de Deus, o senhor veja, pense e medite. Reze o terço”, acrescentou.

 

Mas José Castelo Branco não ficou por aqui. Depois de expressar na última semana o seu desejo em candidatar-se às próximas eleições legislativas, o socialite comentou ainda a polémica em torno da TAP e dirigiu uma mensagem a Miguel Frasquilho, presidente do Conselho de Administração da empresa.

“Portugal tem de voltar a ser um país decente, temos de acabar com a corrupção. Por isso, eu vou à luta e estou aqui”, rematou. E a esposa do Medina não precisa de gorjetas para nada.

Ao que consta, e segundo as sondagens que o Ponney encomendou, Castelo Branco ganhará as eleições por maioria absoluta, com 69& contra 31% de Marcelo nas eleições para PR; e também 69% contra 21% de Rio e 10% de Costa nas eleições para a assembleia da república.

Verdade ou mentira, as águas da política não estão apenas agitadas; estão em turbilhão.