Apresentação de dois volumes do Professor Doutor Nogueira Gonçalves

 

FORAM ONTEM APRESENTADOS NA CASA DA CULTURA, EM COIMBRA, dois volumes com estudos dispersos do Professor Doutor Nogueira Gonçalves (1901-1998), intitulados "António Nogueira Gonçalves – Colaboração em Publicações Periódicas".

A apresentação, brilhante, esteve a cargo do Professor Doutor Vitor Serrão, um dos seus discípulos mais queridos e doutorado em História da Arte aqui em Coimbra. Reproduzo uma parte dessa sua apresentação, que é uma evocação do nosso mestre, que me acolheu na Universidade e me oriientou, até poucos anos da sua morte. Vitor Serrão escreveu hoje, na sua cronologia no Facebook:

 

"Foi ontem lançada, no Auditório da Casa da Cultura de Coimbra, perante uma assembleia de duzentos amigos e admiradores do Padre Nogueira Gonçalves, a obra António Nogueira Gonçalves - Colaborações em Publicações Periódicas, em 2 volumes, coordenado por Regina Anacleto e Nelson Correia Borges, ed. Câmara Municipal de Coimbra, 2019. Respigo as notas em que baseei a minha intervenção oral no evento, em que também usaram da palavra Manuel Machado (presidente da C. M. Coimbra) e os coordenadores da obra.

O livro agora editado, em dois volumes num total de mais 1.100 pp., reúne cerca de 580 artigos publicados na imprensa regional, em catálogos de exposições e pequenas brochuras e monografias, escritos entre 1921 e 1991 pelo Padre António Nogueira Gonçalves (1901-1997; alguns, textos juvenis e de testemunho intimista, saíram sob pseudónimo de Berta Maria). Trata-se de uma colectânea de artigos saídos no Diário de Coimbra, no Correio de Coimbra, no Notícias de Penacova, no Novidades e em A Comarca de Arganil, entre outros. Os coordenadores da obra estruturaram o material recolhido em dezanove núcleos temáticos, a saber: artigos sobre Arqueologia (5 artigos); Arquitectura coimbrã, incluindo a que já desapareceu e só pode ser avaliada em termos cripto-artísticos (177 artigos); Arquitectura vária (14); Arte no Distrito de Coimbra (57); Artistas e Artífices (12); Cerâmica (7); Epigrafia (5); Escultura (19); Fortificações (4); Heráldica (12); Historiografia local (10); Museologia e Exposições (36); Notas Pessoais (14); Ourivesaria (4); Paisagem e História (76); Pintura (8); Recensões Críticas (39); Urbanismo (15); Vida e Sociedade (8). Deve dizer-se, antes de mais, que todos estes artigos de jornal estavam condenados a constituir pura letra morta, ou apenas e só matéria para citação esporádica de pontuais estudos eruditos, não fora o empenho e coragem dos dois coordenadores, os historiadores de Arte Regina Anacleto e Nelson Correia Borges, ambos antigos alunos do Padre Nogueira Gonçalves, que cumpriram esta magna tarefa, com o apoio da Edilidade de Coimbra que, ao dar forma de volume aos textos, contribuiu para que eles pudessem ter, agora, estrutura, ordem, e voz.....". 

Imagem retirada da CMC

Pedro Dias