Sobre nós

 

FICHA TÉCNICA

Jornal O PONNEY

Semanário online       

 

Propriedade: José Baptista Fernandes Querido

Editor: José Baptista Fernandes Querido

OCS Registado na ERC nº 127320

 

Sede do Proprietário/ Editor e Sede da Redacção:

Rua Carlos de Oliveira, 23

3030-391 COIMBRA

 

Contacto email:

info@oponney.pt

 

DIRECTOR DA PUBLICAÇÃO

José Querido: josequerido12001@gmail.com

 

DIRECTOR ADJUNTO

António Arvelos Coimbra

 

Jornal O PONNEY – Estatuto Editorial

(Lei 2/99 de 13 de Janeiro, capitulo III, artigo 17º, alterada pela Lei n.º-78/2015, de 29 de Julho)

1.° - o "O PONNEY" é um Jornal com sede em Coimbra, que se propõe colaborar crítica e humoristicamente na defesa dos valores socioculturais da cidade em que está inserido, e outrossim, num âmbito alargado ao país e ao mundo,

2.° - Equidistante de quaisquer credos religiosos, os quais respeitará por igual, o "O PONNEY" será uma tribuna livre, mas responsável no quadro da imprensa regional portuguesa, assegurando o respeito pelos princípios deontológicos e pela ética dos seus colaboradores, bem como pela boa-fé dos leitores.

3.° - Politicamente descomprometido e desvinculado de quaisquer partidos, grupos ou fações, orientando-se pela defesa estrita do interesse público; fiel a valores e a princípios que são os do humanismo personalista que dá ênfase à pessoa humana; e economicamente crente nas virtualidades da economia social de mercado, assim se poderá definir, editorialmente, o "O Ponney" ora online.

4.° -O "O PONNEY" pautará a sua ação, em termos editoriais, pelo reconhecimento da função dinâmica que a região, o país e o mundo venham a desempenhar no desenvolvimento da região e do país, sem, contudo, perder o seu espírito de crítica e de humor que se pretende presente nos seus textos.

Junho de 2019

O Director

José Querido

 

 

" O PONNEY" foi e vai ser um jornal de crítica e humorismo, cem por cento, diríamos, mil por cento, independente, profundamente ligado aos problemas desportivos, que foi fundado há dezenas de anos pelo grande académico, que o foi, Castelão de Almeida.

Por motivos a que o director e colaboradores são alheios - e os proprietários também não tiveram culpa do país ter entrado em pré-bancarrota - o jornal hibernou, ressuscitando agora online, uma emanação do papel que é caro e está fora do orçamento, de base zero, que se fez.

Fiel à linha de rumo traçada pelo seu fundador, teve "O Ponney", ao longo da sua existência, mantido sempre, nos seus quadros directivos e redactoriais, antigos ou actuais estudantes de Coimbra, o que lhe possibilita uma estreita aproximação com a Académica, e bem assim, com todos os seus organismos culturais e desportivos.

Por pena nossa, a Académica desceu à II Liga. Obriga-nos isto a esforço redobrado, pois, para além da defesa da Académica, há que puxar as orelhas ao futuros dirigentes para que não adormeçam, pois queremos, rapidamente, a Académica de volta à I Liga. O nosso apoi ão escasseará. E a crítica, se justa, também não.

Maledicência, NUNCA; ACADÉMICA, SEMPRE.

ZEQUE

O Ponney...