Doces

Carlos-Ferrao18.pngCarlos-Ferrao17.png

Em sábado de Aleluia, o largo de Sansão, cheirava a bolos. Enchia-se de vendedeiras ambulantes que colocavam os seus tabuleiros cobertos de rendas, carregados de arrufadas para a Páscoa, soltando pregões em ar de feira minhota.

Grupos alegres de tricanas, que, dos arredores, vinham abastecer o mercado - corpos esbeltos, rostos expressivos, saia apertada nos quadris, chale traçado pelo ombro, à laia de capa de estudante, no regresso às suas terras, não deixavam de comprar uma arrufada; campónios simples, apreçando as guloseimas para os fedelhos, que, em casa, lá na aldeia, ficaram a garotar; velhinhas dobradas pelos anos, sobraçando o cesto das compras para a festa tradicional, e, enfim, gente da cidade, aburguesada, passeando os fatos domingueiros.

Tudo isto acontecia no primeiro quartel do século XX. Com os anos as vendedeiras e compradores foram escasseando, mas hoje ainda é possível encontrar estes bolos em algumas pastelarias da cidade. Os gulosos ainda têm a sua chance! 

Carlos Ferrão