INTELIGÊNCIA, PODER E PLÁTANOS!

Gomes103.png

Os nossos amigos mais críticos desafiaram-nos a falar sobre o corte dos 5 plátanos da avenida Emídio Navarro.

Como se isso fosse prova que pertencemos ao grupo da comunicação social que “chupa anúncios” e, ficando com a boca cheia, não pode falar.

Vamos esclarecer em nome da inteligência isenta: não somos “comunicação social” nem temos anúncios de qualquer poder político para nos calar!

Falamos do que entendemos falar, usando a sátira e o desenho humorístico para rir em vez de chorar! Para desenhar e escrever em vez de gritar!

Para que vejam o “jogo todo” antes de votar!

Depois de falarmos da inteligência crítica passamos ao ‘poder’.

Aqui também lembramos que o Movimento de Humor foi dos poucos espaços a falar do corte dos plátanos.

Numa altura em que o Executivo estava do lado da Esquerda e a Esquerda do lado do Executivo.

O senhor ex-presidente Manuel Machado, eleito pela esquerda socialista, teve esta intervenção, com registo em Ata da CM Coimbra nº 23 datada de 07/07/2014 (2014!)

Citamos a intervenção do senhor ex-Presidente da CMC, conforme está no fundo da página 9:

«3. Abate de árvores na Avenida Emídio Navarro

Frisou que, antes de cortar os plátanos que ainda existiam, foram plantadas cerca de 10 árvores no sítio do parque. Ali há questões de segurança e de saúde publica, explicou. Está comprovado pela Alergologia que há determinado tipo de árvores que não devem ser plantadas em certos sítios porque provocam problemas de saúde às pessoas. Mas naquele caso concreto há ainda a segurança rodoviária e o dano que estavam a causar na via. As raízes das plantas vão atrás da água e, portanto, estavam a danificar o pavimento. A nova rotunda ao fundo do Parque Manuel Braga tem uma árvore que ainda terá de ser intervencionada pelos mesmos motivos. (...)»

(Ler na integra: https://www.cm-coimbra.pt/.../Edital%20n%C2%BA%2076.2014.pdf )

O mais curioso é que não houve manifestações nenhumas nem resistência ao abate dos plátanos no separador central, que tinham muito mais do que 5 árvores, na avenida Emídio Navarro em Coimbra!

O Movimento de Humor fez várias publicações sobre o abate dos plátanos e tínhamos imensas críticas ferozes por quem apoiava o Executivo da altura!

Continuamos a entender que é crime cortar árvores com tantos anos!

 Sempre defendemos a cura das árvores, no caso de doença, e defendemos o transplante das árvores para outras espaços, nunca o corte. Nem as podas decepadoras das plantas que obrigam ao maior crescimento das raízes.

Não há razão para corte!

Mas as desculpas são sempre fantásticos argumentos que contornam a solução dos transplantes ou da cura. Porque, na realidade, há sempre algo que não pode ser discutido em público.

Algo que nós, eleitores, não temos capacidade para discutir.

É aqui que está a MAIOR critica que fazemos como Movimento de Humor!

Somos contra as decisões em cima do joelho que contam com “bocas cheias que não podem falar” para aprovarem!

Somos contra a FALTA DE EXPLICAÇÃO CLARA sobre taxas, “internalizações” ou corte de árvores...

Exigimos a DEMOCRACIA PARTICIPATIVA!

Assina o Primeiro-ministro desta nação com democracia participativa que é o Movimento de Humor,

José Gomes.