Consacro minha vida aos versos

Sofia-Geirinhas3.jpg

Escrevinho em pedras soltas

Conversando

             com minhas memórias

Dispo almas de meus pecados

Gritando submersas

              folhas alvas

Satirizando

 mentes

        mais calmas

Empresto minha pena

     sofredora

Intrigando senhores

   senhoras

Em rubis decifro sentimentos

Em falsas

   mãos tremedeiras

Enganando tempos fugidios

Aclamo palavras ao vento

    aos rios

Das águas levadas sem eira nem beira

Culminando o festim brindando

     a ceifeira

Sofia Geirinhas - A poetisa do pé descalço